Falar de Viagens

Guia de viagens da Bulgária

Um dos países que mais me surpreendeu até agora e que adorei visitar pese à falta de expectativas iniciais foi a Bulgária.

Durante as próximas semanas vou mostrar o que ver na Bulgária, especialmente o que ver em Sófia, que pratos tradicionais da cozinha búlgara deves experimentar, como viajar pelo país de forma confortável, rápida e barata, para além de dicas de outras cidades como Plovdiv (a cidade mais antiga da Europa), o Mosteiro de Rila e a Igreja de Boyana, a cidade de Veliko Tarnovo, o Mosteiro de Bachkovo e varias outras cidades pequenas que podes adicionar ao teu itinerário!

Andei o ano de 2016 inteiro a guardar ferias para uma viagem que não chegou a materializar-se e cheguei a Novembro com mais de 10 dias por gozar. O Alex não podia tirar ferias e eu estava a precisar urgentemente de desconectar, portanto fui sozinha! Uma semana inteira sozinha num pais que não conhecia, com um língua que não falava e com toda a gente a dizer-me coisas como "Sozinha para a Bulgária? Tem cuidado com as máfias! Eles lá são perigosos!" E bla bla bla. Preconceitos infinitamente longe da realidade.

Catedral Alexandre Nevski à noite

Nunca me senti insegura, nem mesmo quando andei "perdida" e ler o cirílico foi tarefa quase impossível (benditas 3 aulas de russo que me "deixaram" conseguir ler alguma coisa... Compreender o que li é que foi mais difícil!)

Milo o Louco, em Plovdiv

Quais foram as minhas conclusões no final da viagem?

- Uma semana é pouco para visitar um país tão espetacular e com tanta coisa para ver

- Apesar das estradas de má qualidade, se puderem aluguem carro!

- O autocarro é o melhor meio de transporte: rápido e confortável. Esqueçam o comboio, demora 2 ou 3 vezes mais para fazer o mesmo percurso

- Os búlgaros na sua grande maioria não falam inglês... Good luck with that!

Mosteiro de Rila

. As pessoas mais simpáticas que encontrei foram: raparigas ate aos 30 anos; senhores entre 40 e 60 e senhoras a partir dos 70 anos

Informações sobre a Bulgária

- Moeda: lev

- Animal favorito: leão

É o símbolo do pais e tudo o que é "Typical Bulgarian" leva o leão: há leões nas fachadas dos edifícios, as moedas tem leões, leva significa leão, as cervejas tem leões, as marcas em geral tem leões, os souvenirs têm leões...

- Produto típico: rosas.

Descobri quando lá cheguei que o produto típico do país, e o que ele mais exporta, é o óleo de rosas. Serve para os mais variados fins, sobretudo cosmética, e um litro pode custar mais de 5000 euros!

Alfabeto: cirílico

Língua: búlgaro

População: 6 milhões

Capital: Sófia

Religião: maioritariamente ortodoxa

Hora: GMT +2

Cidades mais importantes: Sófia, Plovdiv, Varna

Autores búlgaros: Kapka Kassabov (entre outros)

Há uns anos atras juntei-me a um projeto de uma blogger brasileira chamado "volta ao mundo em 198 livros", que consiste em ler um livro de um autor de cada país e assim ir descobrindo pérolas literárias (e países) que de outra forma talvez não pudesse conhecer.

Antes de viajar para a Bulgária decidi ler o livro "Streets without a name" da escritora búlgara Kapka Kassabova, que fala de como foi a sua infância na Bulgária comunista dos anos 80. Depois de ter emigrado e vivido em vários países, decide voltar à Bulgária dos dias de hoje e conta como a vê.

Foi uma leitura bastante interessante que me levou, por exemplo, a conhecer Veliko Tarnovo e a procurar os lugares que li no livro enquanto me deslocava pelo país!

Comida búlgara

Peper buriek, pimentos fritos recheados com ovo e queijo branco

Antes de ir não fiz grandes pesquisas sobre a comida, mas sabia que assim que chegasse uma das primeiras coisas que tentaria conhecer eram restaurantes tradicionais para provar a comida típica local

Como fui no final do outono, a comida era mais pesada, com muita carne e estofados.

Adorei e fiquei fã!

Curiosidades sobre a Bulgária

- A Bulgária nunca foi incorporada na União Soviética. Era "apenas" um pais satélite

- O alfabeto cirílico, que toda a gente acha que é russo, foi na realidade inventado na Bulgária por dois irmãos, Cirilo e Metodio . Eram monges e tinham como missão evangelizar os povos "bárbaros" desta parte da Europa. Então misturaram o alfabeto latino com o alfabeto utilizado aqui e criaram o cirílico.

- O país é maioritariamente ortodoxo, mas há gente e templos de todas as religiões.

- Em Sófia há um local chamado "Quadrado da Tolerância" onde encontramos uma igreja ortodoxa, uma sinagoga, uma mesquita e uma igreja cristã, todas a poucos metros de distancia umas das outras!

Baklava e chá turco

- O país faz fronteira com a Turquia e tem muita influencia deste país. Encontramos cafés e salões de chá turcos por todos os lados e o baklava, típica sobremesa turca, tornou-se também sobremesa típica búlgara.

- É o único país da União Europeia que não mudou o nome desde a sua fundação. Desde o ano 681 que a Bulgária se chama Bulgária.

- A salada shopska, a mais tradicional do país, tem as cores da bandeira nacional: branco (queijo búlgaro), verde (pepino) e vermelho (tomate).

Os búlgaros abanam a cabeça ao contrário do resto do mundo: para dizer que sim abandam para cima e para baixo, e para dizer que não da esquerda para a direita.

Vais viajar para a Bulgária?
voos baratos para madrid

Encontra na Skyscanner voos para Sófia ao melhor preço.

hoteis baratos em madrid

Hotéis baratos na Bulgária no Booking

Reserva as melhores visitas guiadas pela Bulgaria com a Civitatis e em português!!

Ao utilizares os links da Civitatis presentes no Falar de Viagens estás a ajudar-nos a pagar os gaastos associados ao blog e o preço dos produtos que compras não é afectado!

Artigos Relacionados

11 comentários sobre “Guia de viagens da Bulgária

  1. Francisco Piazenski

    Oi Susana, achei muito interessante seu relato, e também tenho vontade de conhecer a Bulgária e o Leste Europeu. Achei interessante o fato do acenar com a cabeça, pois no Brasil também fazemos assim!

  2. Thiago

    Sempre procuro boas dicas desses países menos visitados como a Bulgária e encontro pouco sobre. Adorei seu guia, vou salvar aquj.

    1. Susana Autor do artigo

      Oi Maria,
      Acho que faz muito bem e vai ficar surpreendida! A Bulgária é um país desconhecido e espetacular! Eu recomendo a todos os amigos e quero lá voltar num futuro próximo.

  3. ana maria

    Oi . Li e adorei. Conheco Bulgaros e eles sao muito inteligentes
    parecem e sao sao muito sensiveis no acolher o outro. Apenas insistam com leveza caso nao seja a resposta que queira obter. Atravesse pois eles colocam barreira. Eh soh uma defesa pois foram muito sofridos, passe essa batreira pois ela e apenassuperficial. Vc esta sendo testada.

    1. Susana Autor do artigo

      Oi Ana Maria,

      Obrigada pelo comentário! Concordo completamtene, todos os búlgaros com os quais me cruzei e com quem falei eram super amáveis!
      Senti-me muito bem no país.

  4. JOAQUIM JOSE SILVA T ALMEIDA

    Olá Susana – gostei muito do seu post de Sofia
    acabei de vir de lá – Bulgaria e Romenia -excursão 41 pessoas do Porto – 7 dias.
    estou a editar um video p o grupo e a sua foto inicial do Rei Bulgaro que julgo ter sido Samuel (em búlgaro: Самуил; transl.: Samuil) foi imperador da Bulgária entre 997 e 6 de outubro de 1014. ( zangado porque na batalha com o imperio bizantino estes cegaram as tropas bulgaras e apenas deixaram um bulgaro para ele poder vir avisar o Rei da derrota)
    Muitos locais de interesse.
    Também gostei muito da Romenia.
    abraço

    1. Susana Autor do artigo

      Olá Joaquim! Obrigada pelo comentário, espero que tenha desfrutado tanto da Bulgária como eu desfrutei!
      A Roménia é um país que ainda não tive o gosto de visitar, mas espero fazê-lo em breve.
      Abraços

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.